CUNHA SAI DO SANTA CRUZ, PORÉM TERÁ QUE PAGAR DÍVIDA TRABALHISTA JUNTO AO CLUBE.



Apesar de Thiago Cunha ter rejeitado a proposta de renovação de contrato com o Santa Cruz para assinar com o Guaratinguetá, a história do atacante com o clube pernambucano está longe de um ponto final. O departamento jurídico tricolor está movendo uma ação para cobrar uma dívida do atleta com o clube, referente à primeira passagem do jogador no Arruda. Atualizado, o valor é de aproximadamente R$ 300 mil.

Thiago Cunha vestiu a camisa tricolor pela primeira vez em 2008, tendo atuações fundamentais para livrar o Santa Cruz de um vexatório rebaixamento à Série A2 estadual, durante a disputa do Hexagonal da Morte daquele ano. Pouco depois, em meio a uma grande confusão com direito ao uso de documentos falsos por parte do atleta, o atacante forçou sua liberação para assinar com o Palmeiras.

No primeiro julgamento, ficou determinado que o Santa Cruz teria que pagar uma indenização no valor de R$ 1 milhão, sob a alegação de que o clube teria deixado de cumprir alguns compromissos com o atleta. Após o recurso, uma nova decisão anulou a anterior, cancelando a multa e ainda obrigando o jogador a pagar R$ 200 mil por ter rescindido o seu contrato vigente.

Desde então, o atleta e seus advogados vinham tentando, em vão, reverter a decisão e em novembro, o processo transitou em julgado. "Agora, oficialmente, Thiago Cunha é um devedor do Santa Cruz. Será feito um levantamento dos bens do jogador para garantir o pagamento nem que seja através de penhoras", destacou o vice-presidente juíridco do clube, Eduardo Lopes. "Corrigido, este valor é de aproximadamente R$ 300 mil", concluiu o advogado.

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.