Santa vence de virada e acaba com a festa do Serra

Léo marca e decreta vitória coral de virada em Serra: 4 a 2 (Daniel Leal/DP/D.A Press)

Assim como a temperatura no Sertão, Serra Talhada e Santa cruz fizeram um jogo quente pela terceira rodada do Campeonato Pernambucano. Os 5.036 torcedores que marcaram presença no Pereirão viram um belo e uma virada espetacular do Santa Cruz, que se encerrou seu 'tour' pelo região com vitória. Com a vitória por x a 2, o Tricolor saltou para a x posição. Já o Serra Talhada despencou para a Os gols foram marcados por Ranieri e Enercino para o Serra Talhada e Flávio Caça-Rato, Eduardo Arroz e Weslley para o Santa Cruz.
Na próxima rodada, o Santa Cruz recebe o Ypiranga, quarta-feira, às 21h15, no Arruda. Já o Serra Talhada aguarda a confirmação da Federação Pernambucana para saber quando irá enfrentar o Petrolina, fora de casa. Muito provavelmente a partida deve acontecer na quinta-feira, porque o Petrolina teve o jogo contra o Sport adiado para segunda-feira, por causa das fortes chuvas que caem no Recife.
Três gols antes dos 20 minutos
Para encarar o Serra, que vinha de duas vitórias por 4 a 0, nas duas primeiras rodadas da competição, o técnico Zé Teodoro armou o Santa Cruz com duas novidades no meio-campo, promovendo a s entradas do volante Anderson Pedra e do meia Natan.
Esperava-se ganhar força na marcação e leveza na saída ao ataque, mas o que se viu no inicio da partida foi um Tricolor preso, assustado com a velocidade imposta pelos donos da casa, que chegava fácil ao ataque aproveitando a velocidade dos atacantes Erick e Caio, que aos cinco minutos teve a primeira boa oportunidade do jogo, quando aproveitou a bobeira da defesa Coral e cabeceou para grande defesa de Thiago Cardoso, que mandou para escanteio.
Na cobrança, novo vacilo da defesa tricolor e dessa vez o zagueiro Ranieri aproveitou para testar firme pra rede: 1 a 0 Serra Talhada. O gol desarrumou ainda mais o Tricolor. Cinco minutos depois, André Oliveira derrubou Erick dentro da área: pênalti marcado por Nielson Nogueira. Na cobrança, Enercino mandou como manda a cartilha: Serra Talhada 2 a 0.
Os dois gols sofridos antes dos 10 minutos serviram como um freio de arrumação ao Santa, que passou a ter mais posse de bola e agredir a defesa sertaneja.
E não demorou para que a história do jogo mudasse. Aos 20 minutos, Flávio Caça-Rato tabelou com Branquinho e bateu firme no canto esquerdo de Bruno. O santa diminuía: 2 a 1.

O gol 'fermentou' o futebol tricolor, que se tornou dono do jogo. O time chegava fácil, principalmente em investidas pela direita com o lateral Eduardo Arroz. Aos 26, o volante Anderson Pedra tentou de fora da área e obrigou o goleiro do Serra a fazer uma grande defesa.
Segundo tempo de um time só
Renatinho - Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro)Na sequência foi a vez de Weslley, cobrando falta, colocar o zagueiro Bruno para trabalhar.
O empate tricolor estava maduro e aconteceu aos 42 minutos, quando Renatinho desceu pela esquerda e cruzou. A defesa do Serra Talhada afastou mal e a bola sobrou para Eduardo Arroz dominar e bater forte de perna esquerda, um belo gol. Tudo igual: 2 a 2.

O Santa Cruz seguiu em cima do Serra, mas o primeiro tempo terminou tudo igual.
O Santa Cruz voltou para a segunda etapa com a mesma postura que encerrou o primeiro tempo e seguiu em cima do Serra Talhada. Encolhido, o Serra Talhada 'assistia' ao Tricolor jogar. A situação para a equipe sertaneja ficou ainda pior aos quatro minutos, quando Elton, que já tinha amarelo, segurou Weslley e foi expulso. Dois minutos depois, o Santa quase chegou ao desempate: Renatinho, um dos melhores do jogo, recebeu na esquerda e bateu forte - a bola passou raspando a trave de Bruno.

O Santa Cruz chegava fácil ao ataque, sempre explorando a velocidade de Caça-Rato e Branquinho, mas pecava na finalização. Aos 30 minutos, justiça foi feita. Natan cobrou escanteio, Rincon afastou e Weslley, de fora da área, e com uma ajudinha do vento, acertou um chutaço, golaço do meia tricolor, virada do Santa, 3 a 2. À frente do placar, o Santa Cruz continuava em cima do encolhido Serra Talhada, que apenas se defendia e contava com as defesas do 'inspirado' goleiro Bruno para escapar de uma goleada.
Aos 47, triangulação entre Jefferson Maranhão, Branquinho e Leo, que mandou forte no canto de Bruno para fechar a excelente vitória tricolor: 4 a 2.
Fonte: Globo Esporte




Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.