Clássico manchado

O que tinha tudo pra ser a volta por cima do técnico Zé Teodoro, acabou sendo manchada por um erro grosseiro da arbitragem nos acréscimos da partida. Emerson Sobral marcou o pênalti inexistente a favor do Náutico aos 48 do 2° tempo e decretou o resultado final do jogo. Náutico 2x2 Santa Cruz.

Quero aqui dá parabéns ao técnico Zé Teodoro que percebeu que vinha cometendo erros nos últimos 2 jogos e dessa vez escalou e mexeu corretamente no time. Sem poder contar com Wesley e Renatinho, machucados, o Santa foi a campo com três volantes: Memo, Anderson e Léo, que finalmente ganhou a vaga de titular, formaram o meio de campo com o meia Natan. No ataque Branquinho deu lugar a Carlinhos bala que formou a dupla de frente com o Flávio Caça-Rato. A tática era marcar forte e depois sair na boa, fórmula de sucesso do pernambucano de 2011.

O Náutico começou o jogo pressionando, a defesa do Santa ainda não se acertou em 2012 e se não fosse o Thiago Cardoso, salvando tudo lá trás, a coisa poderia ter complicado. Jogo muito truncado, muitas faltas, dos 2 lados, Natan foi caçado em campo, só ele recebeu por volta de 15 faltas.

Em mais um ataque do Náutico, Souza na entrada da área deu um passe, que acarretou num impedimento, e sofreu a falta. O juiz acertadamente marcou o impedimento, que ocorreu antes da falta, os jogadores do náutico foram pra cima do árbitro reclamar e o Carlinhos Bala se aproveitou da sua inteligência dentro de campo (que equivale ao inverso dela fora das quatro linhas) e bateu rápido o lance que resultou em um ótimo contra-ataque, finalizado com perfeição pelo Flávio Caça-Rato, que fez jus ao nome, Náutico 0x1 Santa Cruz.

Náutico continuava pressionando e após mais um vacilo da defesa, dessa vez do Leandro Souza, Cascata recebeu dentro da área, limpou o Memo e bateu sem chances para o Thiago Cardoso, era o gol do empate: Náutico 1x1 Santa Cruz. O Náutico ainda não satisfeito com um empate continuava em cima e Thiago Cardoso salvando o Santa, Zé Teodoro resolveu mudar a equipe, tirou o André Oliveira, que assim como toda a zaga coral, tava mal no jogo e além disso tava com cartão amarelo e colocou o Éverton Sena, o carrapato, a missão do dia era anular o atacante Siloé. Éverton cumpriu o seu papel e o Santa melhorou em campo equilibrando o jogo ao término do primeiro tempo, graças a grande partida do meia Natan.

No intervalo, Zé Teodoro muda mais uma vez na equipe, coloca o meia Luciano Henrique no lugar do volante Anderson, voltando ao 4-4-2 tradicional, a mudança seria para ajudar o Natan a manter mais a posse de bola, coisa que pouco ocorreu no primeiro tempo. Aos 14 minutos brilhou a estrela de Zé, em outro contra-ataque Luciano Henrique bateu cruzado dentro da área e o volante Elicarlos, do Náutico, mandou contra o próprio patrimônio, Santa de novo na frente: Náutico 1x2 Santa Cruz.

O jogo caiu de produção, a marcação do Santa Cruz melhorou e vinha se sobressaindo. O jogo continuava muito faltoso, Derley deveria ter sido expulso devido às sequência de falta feitas no Natan assim como o Eduardo Arroz também deveria ter ido pro chuveiro mais cedo, devido as faltas cometidas. O árbitro fez vista grossa nas duas ocasiões. Natan saiu no meio do segundo tempo, machucado, Zé então colocou o volante Sandro Manoel, voltando à escalação inicial, para segurar o placar. O Santa sobrevivia dos contra-ataques puxados pelo Carlinhos Bala e o Náutico chegava com perigo em uma bola ou outra, sempre prontamente defendido pelo paredão Thiago Cardoso.

Aos 48 minutos do segundo tempo, tudo levava a vitória coral, até que o árbitro Emerson Sobral viu um pênalti do Leandro Souza no Souza – só ele viu - o zagueiro coral sequer tocou no adversário que se jogou, resultado Souza foi para a cobrança e definiu o resultado final. Náutico 2x2 Santa Cruz. Mais um jogo decidido por erro de arbitragem no pernambucano, árbitros esses que são os mesmos há 10 anos, não há renovação e infelizmente temos hoje um dos piores quadros de árbitros no futebol nacional.

De pontos negativos da partida, além do árbitro, a defesa coral: Leandro Souza, André Oliveira, Eduardo Arroz e Dutra não fizeram um bom clássico, Arroz o pior em campo, tá na hora de dar uma chance para o Diogo ou o Maisena. O volante Anderson Pedra também não jogou bem, substituído no intervalo, o Pedra fez hoje seu pior jogo desde sua volta ao Santa.

De pontos positivos, gostei da humildade de Zé Teodoro, que percebeu que vinha errando e escalou o que havia de melhor. Natan fez sua melhor partida pelo Santa em 2012, muito participativo foi o melhor do time em campo. Carlinhos bala e Luciano Henrique, mesmo ambos ainda fora de forma, mostraram que ainda vão ajudar muito o Santa em 2012. Flávio Caça-Rato desencantou com um belo gol, talvez agora ele tenha mais tranquilidade para finalizar, o Santa tem uma sina de atacantes que dão a volta por cima no clube, talvez tenha chegado a hora do Caça-Rato. Éverton Sena fez outra grande partida, já passou da hora de receber uma oportunidade de começar como titular, ele é hoje o melhor zagueiro do Santa Cruz.

É isso temos muito a melhorar, mas estamos no caminho certo. Rumo ao bicampeonato pernambucano.

Arthur Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.