Ex-diretor coral é denunciado ao Ministério Público


Do Site Futebol do Interior.
Goiânia, GO, 17 (AFI) - O ex-presidente do Goiás, Raimundo Queiroz e os ex-diretores Sílvio de Oliveira e Antônio Fernando Guardiano foram denunciados no Mistério Público por apropriação indébita em razão do ofício, falsidade ideológica e crime contra a economia popular.
 A denúncia foi feita pelo promotor de Justiça Saulo de Castro Bezerra. Segundo o Ministério Público, os ex-dirigentes agiram em conjunto, entre 2004 e 2006, as ações se concentraram na criação de obrigações ao Goiás, mediante inserção de declaração falsa de documento particular.

O promotor também denuncia que os acusados teriam se apropriado de importâncias financeiras recebidas em razão das funções por eles exercidas.

As investigações apontam que o empresário indicou nos contratos endereço falso de sua firma, e, em momento algum, o denunciado comprovou o efetivo funcionamento da empresa, nem da capacidade financeira para os compromissos.

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.