Linha do tempo - Santa Cruz 98 anos

A linha do tempo, a seguir, mostra em detalhes o progresso apresentado pelo Santa Cruz Foot-Ball Club ao longo dos anos. Confira:


Em 1914: Fundação do Clube

O primeiro adversário do Santa Cruz foi o Rio Negro, na campina do Derby, onde foi atraído um bom público para ver jogar o "time dos meninos". O time, apesar de acostumado a jogar somente nas ruas, não estranhou o campo e conseguiu uma facil vitória pelo placar de 7 a 0.


Waldemar Monteiro; Abelardo Costa e Humberto Barreto; Raimundo Diniz, Osvaldo Ramos e José Bonfim; Quintino Miranda, Sílvio Machado, José Vieira, Augusto Ramos e Osvaldo Ferreira.


Em 1917: A histórica virada sobre o América

Um dos grandes nomes da história gloriosa do Santa Cruz, foi Martiniano Fernandes, conhecido como Tiano, quando atuou de forma brilhante durante sete anos da década de dez pela equipe Coral. Tiano participou do histórico jogo em que o Santa Cruz perdia de 5x1 para o América (Na época, uma das potências do futebol pernambucano) e virou a partida vencendo pelo placar de 7x5.


A Revista Placar, Tiano deu detalhes da histórica partida:

“Eu era o capitão do time, nosso ataque contava com cinco baixinhos, mas todos muito rápidos. No segundo tempo, resolvi deslocar Pitota para a ponta direita. O efeito foi quase milagroso. Rapidíssimo, Pitota deixou tonta a defesa do América e passou a centrar bolas na área. Fiz três gols e os outros foram marcados por Nequinho, Joaquim de Sá e Pitota. Pitota driblou quase todo o time do América antes de marcar. Foi uma vitória tática: como o América correra demais no primeiro tempo, não pôde aguentar o nosso ritmo no segundo tempo, já que exploramos a velocidade dos nossos jogadores. Foi um delírio, tinha gente que já havia deixado o campo e voltou ao ouvir a algazarra feita a cada gol”.


Em 1919: Santa Cruz é o primeiro clube a derrotar um time do Rio de Janeiro. 


Em 1925


Infelizmente não há registros quanto ao time.

Em 1929

Em 1931: Sagrou-se Campeão Pernambucano pela primeira vez


Em 1931, mais precisamente a 13 de dezembro, o Santa fazia seu pavilhão espraiar-se por todo Pernambuco, quando, depois de uma bela campanha, derrotava o Torre por 2 a 0, gols de Valfrido e Estêvão e sagrava-se campeão estadual pela primeira vez. Entre os campeões, duas figuras lendárias no futebol pernambucano: o centroavante Tará e Sherlock. Os heróis do primeiro título do Santa foram: Dada, Sherlock e Fernando; Doía, Julinho e Zezé; Walfrido, Aluízio, Neves, Tara, Lauro e Estevão, João Martins e Popó. 


Em 1933: Santa Cruz sagra-se tri-campeão estadual


Os heróis do tri-campeonato do Santa foram: Dada, Sherlock e Fernando; Doía, Julinho e Zezé; Walfrido, Aluízio, Neves, Tara, Lauro e Estevão, João Martins e Popó.

Em 1935: Santa Cruz sagra-se campeão estadual


Os heróis do título do Santa foram: Dada, Sherlock e Fernando; Doía, Julinho e Zezé; Walfrido, Aluízio, Neves, Tara, Lauro e Estevão, João Martins e Popó.


Em 1936: Santa Cruz é vice-campeão Pernambucano


Em 1937: Santa Cruz é vice-campeão Pernambucano

Grande detalhe: Nessa foto a prova de que o Santa Cruz foi um dos primeiros times no mundo a incluir o nome do atleta no uniforme. Clique na imgem para ampliar e conferir.

Em 1939


Em 1940: Santa Cruz é campeão Pernambucano



Em 1943: Aristófane de Andrade aluga o terreno onde seria instalado o Arruda. E a incrível "Excursão da Morte". 


Em 1943, o dirigente Aristófanes de Andrade conseguiu alugar um terreno próximo às ruas Beberibe e das Moças, onde muitos anos depois, seria instalado o Estádio José do Rego Maciel, o Arruda.


Em 1946: Santa Cruz é campeão Pernambucano


Em 1947: Santa Cruz é campeão Pernambucano


Em 1948

Em 1955


Da esquerda para direita: Barbosa, Palito, Lucas, Aldemar, Calico, Ananias, J. Castro, Luiz Marine, Marinho, Amauri e Zeca.


Em 1957: Santa Cruz é supercampeão Pernambucano


No dia 16 de março de 1958, em uma tarde ensolarada de domingo, o Santa entrava em campo para pôr fim no incômodo jejum de 10 anos sem a conquista estadual. O título valia pelo Campeonato Pernambucano de 1957 e seria decidido contra o Sport. 

O Santa Cruz entrou em campo com a seguinte escalação: Aníbal; Diogo e Sidney; Zequinha, Aldemar e Edinho; Lanzoninho, Rudimar, Faustino, Mituca e Jorginho. O técnico era Alfredo González. O Sport estava formado por: Manga; Bria e Osmar; Zé Maria, Mirim e Pinheirense; Roque, Traçaia, Liminha, Carlos Alberto e Geo.

A decisão foi disputada em solo inimigo, na Ilha do Retiro, pois o Sport venceu no sorteio. Caso tivesse sido vencedor, o Santa mandaria a partida nos Aflitos, estádio do Náutico, pois o Tricolor ainda não possuía estádio próprio na época.

A arbitragem da partida foi composta pelo uruguaio Estéban Marino, que foi auxiliado pelos bandeirinhas Amílcar Ferreira (carioca) e José Peixoto nova. Para o confronto, um público de 29.051 torcedores (para uma renda de 1.062.162 cruzeiros) animavam o espetáculo. No centro do gramado, o árbitro conversava com os capitães Aldemar e Mirim.

Naquele ano, o Santa Cruz já havia conquistado os títulos de juvenis e aspirantes. Faltava o de profissionais, almejado durante uma longa década. E ele começou a surgir logo ao 4 minutos de jogo, com um gol de cabeça de Rudimar, após cobrança de escanteio de Faustino.

Em 1959: Santa Cruz sagra-se campeão Pernambucano



Em 1967


Escalação: Valter, Agra, Reginaldo, Norberto, Carlos e Jório. Sílvio, Uriel, Manuel, Terto e Nivaldo.


Em 1968


Em pé: Naércio, Rivaldo, Zito, Birunga, Zé Júlio e Vilanova; Agachados: Cuíca, Santana, Norberto, Luciano e Givanildo.


Em 1969: Campeão Pernambucano

Em pé: Pedrinho, Norberto, Zé Júlio, Zito, Birunga e Ary. Agachados: Fernando Santana, Facó, Mirobaldo, Luciano e Nivaldo.


Em 1970: Aspirantes e Bi-Campeão Pernambucano

Escalação não disponível.



Em 1971: Santa Cruz é tri-campeão Pernambucano




Em 1972: Santa Cruz é tetracampeão Pernambucano

Em pé: Sapatão, Paulo Ricardo, Detinho e Ferreira. Agachados: Betinho, Fernando Santana, Ramon, Luciano e Givanildo.
Foto: Acervo Fernando Santana.


Em 1973: Santa Cruz é pentacampeão Pernambucano


Em pé: Gena, Gilberto, Paulo Ricardo, Erb, Antonino e Botinha. Agachados: Valmir, Fernando Santana, Ramon, Luciano e Givanildo.

Em 1974: Santa Cruz é vice-campeão Pernambucano


Em 1975


Orlando, Gilberto, Pedrinho, Levir, Lula e Giva; Zito, Mazinho, Ramon, Carlos Alberto e Pio 

Foto: Acervo Fernando Santana


Em 1976: Supercampeão Pernambucano



Em pé: Gilberto, Carlos Alberto Barbosa, Pedrinho, Levi Culper, Alfredo Santos e Givanildo. Agachados: Betinho, Edson, Nunes, Jair e Pio.


Em 1977: Santa Cruz é destaque na revista Placar


Em uma de suas edições do mês de Dezembro de 1977 (a revista era semanal na época), a revista Placar destacou a grande vitória do Santa Cruz que derrotou o Grêmio em Porto Alegre pelo placar de 3x2. A manchete acentua que o Grêmio foi humilhado pelo time Coral.


Em 1978: Tricolor entra em campo



Em 1979: Imagens da Excursão Fita Azul


Em pé: Joel Mendes, Carlos Alberto Barbosa, Givanildo, (?), Pedrinho e Lula. Agachados: Amilton Rocha, Betinho, Jadir, Carlos Roberto e Joãozinho.


Em pé:Carlos Alberto Barbosa, Givanildo, Alfredo Santos, Lula Paranhos e Joel Mendes. Agachados: Jadir, Betinho, Neinha, Carlos Roberto e Zé Roberto.




Campanha:

1979 – Santa Cruz 5 x 1 Seleção do Kuwait
1979 – Santa Cruz 1 x 1 Seleção do Kuwait
1979 – Santa Cruz 3 x 0 Seleção do Bahrain
1979 – Santa Cruz 4 x 0 Seleção do Catar
1979 – Santa Cruz 4 x 1 Seleção do Catar
1979 – Santa Cruz 2 x 1 Seleção de Dubai
1979 – Santa Cruz 3 x 0 Seleção de Abu-Dhabi
1979 – Santa Cruz 3 x 0 Al-Aim (Emirados Árabes)
1979 – Santa Cruz 6 x 2 Nasser (Arábia Saudita)
1979 – Santa Cruz 3 x 0 Al Helal (Arábia Saudita)
1979 – Santa Cruz 4 x 2 Seleção da Romênia
1979 – Santa Cruz 2 x 2 Paris Saint-Germain (França)


Em 1980: O papão de Pernambuco




Em 1981



Em 1982




Em 1983: Tri-super Campeão


Em pé: Luiz Neto, Henagio, Ivan, Bebeto, peu e Henrique, Django, Birigui e Ângelo. Agachados: Gabriel, Marco Antônio, Ricardo Rocha, Zé do Carmo, Gomes, Edson Furquim, Almeida.


Fotos: Revista Placar - 1983


Em 1985



Em 1986: Santa Cruz é campeão Pernambucano




Em 1987: Bi-Campeão Pernambucano




Em 1989



Em 1990: Santa Cruz é campeão Pernambucano


Em pé: Eduardo, Tanta, Raul, Marcão, Mazo e Marinaldo. Agachados: Ataíde, Leto, Mazinho, Marcelo e Wanks.



Em 1993

Em pé: Araújo, Marcelo, Reginaldo, Júnior Cordel, Mazo e Quinho. Agachados: Marcelinho, Washington, Fernando, Marcelo e Serginho.



Em 1995: Campeão Pernambucano



Em 2005: Campeão Pernambucano e vice-campeão da série B



Em pé: Cléber, Carlinhos Paulista, Júnior Maranhão, Reinaldo e Rosembrick. Agachados: Le Cheva, Carlinhos Bala, Osmar, Andrade e Xavier


Em pé: Cléber, Robson, Valença, Osmar e Andrade. Agachados: Neto, Carlinhos Bala, Zada, Marco Antônio, Paulinho e Alemão.


Em 2008



Em 2009: Campeão da Copa Pernambuco



Em 2010


Em 2011: Santa Cruz ressurge, e é campeão Pernambucano


Em 2011: Série D


Em pé, da esquerda: Thiago Cardoso, André Oliveira, Leandro Souza, Memo e Chicão. Agachados da esquerda: Dutra, Wesley, Fernando Gaúcho, Natan e Thiago Cunha.




Agradecemos a colaboração de: Rhayann Vasconcelos e Abraão Teles Barreto na montagem desta linha do tempo.


Fotos: Memórias do Santa Cruz e Arquivo Coral.






Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.