Monarquia Absolutista do Arruda


O que se viu neste último jogo - Santa Cruz 0x0 Central - foi à total prepotência de um cara que vem a algum tempo se achando maior que o Santa Cruz, o senhor Zé Teodoro. Antigo queridinho da torcida, o Zé Teadoro, comprovou que não está nem aí para a torcida do Santa Cruz, que ele é quem manda no Santa e ai de quem bater de frente com ele.

Mais uma vez, Zé Teodoro escalou e mexeu no time errado, Renatinho e Léo, que vem jogando um bom futebol, são reservas, enquanto André Oliveira, Eduardo Arroz e Flávio Caça-Rato são titulares absolutos do time do seu Zé.

O time do Central é um dos piores dos últimos anos, o Santa não ganhou por falta de qualidade do seu time, o adversário não ofereceu tanta resistência, o Santa parou de novo em muitos erros de passes do meio campo. Luciano Henrique, substituto de Wesley, lesionado, mais uma vez decepcionou a torcida, teve um começo de partida empolgante, mas foi só isso, coisa de 15 minutos, depois sumiu no jogo e deixou a desejar de novo. Caça-Rato conseguiu um feito inédito, em dois jogos consecutivos ele teve a chance clara de marcar o gol e conseguiu a proeza de furar na jogada nas duas partidas, seria cômico se não fosse trágico.

Outro jogador que vem devendo um bom jogo há muito tempo é o lateral Eduardo Arroz. Não se posiciona bem, não cruza e, além disso, deveria ter sido expulso após uma falta no contra-ataque do Central, para sorte do Santa ficou só no amarelo. Temos Maisena e Diogo de opções na lateral direita, porquê dá insistência no Arroz.

Zé Teodoro tentou mais uma vez, mudar o time no intervalo e de novo não fez efeito. Carlinhos Bala, escalado erroneamente pelo nosso professor pardal no meio de campo, não criou e Renatinho até que tentou alguma coisa no ataque, mas também sem sucesso. Aos 15 minutos, um fato chamou a atenção da torcida, Zé chama Léo para entrar, a torcida aplaude, momentos depois ele desiste da alteração e escala o Jefferson Maranhão, a torcida não perdoa e vaia o treinador. O grito de burro é ecoado no estádio, oficialmente acabou a lua de mel entre a torcida coral e Zé Teodoro que durava há mais de 1 ano.

Aos 24 minutos do 2° tempo, o Central teve um homem expulso, sinal de que o Santa faria o gol, que nada, por pouco ele não tomou, o Central mesmo com um a menos teve a grande chance da partida mandando uma bola na trave. Final melancólico no arruda Santa Cruz 0x0 Central.

Férias de 40 dias ao elenco; contratação de Carlinhos bala mesmo contra vontade dos diretores corais; Não é de hoje que Zé Teodoro vem mandando no Santa Cruz, ele tem mais voz que todo mundo, talvez menos que o presidente, fora ele, Zé manda e desmanda no arruda e essa monarquia absolutista deve durar um bom tempo, afinal ele só sai se quiser, pelo menos é o que parece. É bom abrir o olho Santa Cruz antes que seja tarde demais, os erros que Zé vem cometendo desde a série D são maiores que os acertos dele no pernambucano de 2011. Temos um Fidel Castro no arruda, a pergunta é: até quando?

Arthur Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.