NOTA DE REPÚDIO


Diante do que vem sendo noticiado pela imprensa local, com relação ao jogo de sábado passado, entre Náutiico 2x2 Santa Cruz, no estádio dos Aflitos, em particular a marcação indevida do pênalti contra o Santa Cruz, aos 48 minutos do segundo tempo de jogo, como pronunciamento da Comissão de Arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol, temos a esclarecer que:
O SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE, através da sua Presidência e demais diretores do futebol profissional, não admite sob hipótese alguma a “ tese” levantada por aquela Comissão de Arbitragem que o árbitro tem como livre-arbítrio interpretar ou não a jogada como pênalti, rasgando ou jogando no lixo as regras que determinam a boa, série e ética arbitragem do futebol a nível internacional.
É possível até distorcer os fatos ou omiti-los quando os mesmos não são possíveis de serem  analisados repetidas vezes, como é o caso das imagens do jogo no tocante a essa pseudo-penalidade marcada contra o SANTA CRUZ.
Passa a ser desdém à verdade constatada e amplamente divulgada pela mídia local e nacional, insistir em afirmar que o árbitro da partida não se equivocou na marcação da penalidade.
Perguntamos então: toda a imprensa, torcedores, até os mais sensatos da equipe adversária, dirigentes, entre outros, inclusive o próprio presidente da federação estão errados e equivocados quando vêem nitidamente as imagens e constatam que não houve motivo algum para a marcação da penalidade.
A soberba inadmissível desses dirigentes da arbitragem local só denigre a imagem dos árbitros de forma geral, bem como trazem a níveis degradáveis o conceito do campeonato Pernambuco, chegando o ponto dos árbitros locais ficarem mal visto diante do público nacional, os prejudicando nas suas escalações para as competições nacionais.
É chegado o momento para que a Presidência da FPF reflita sobre os últimos acontecimentos na arbitragem e verifique se apenas reciclagem é suficiente para a resolução do problema, ou se o melhor não seria qualificar a administração da arbitragem e restaurar a  credibilidade, evitando que a entidade máxima do futebol pernambucano sirva de chacotas na imprensa, como ocorreu em razão da defesa do indefensável.
Custa-nos acreditar que alguém ainda tenha a coragem de imaginar ou afirmar ser possível vir o SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE a ser prejudicado com qualquer tipo de punição em razão de um ato democrático e pacífico de aplausos em protesto a decisão do árbitro que modificou o resultado da partida.        
O SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE, aos seus 98 anos de existência, exige respeito de todos, sendo o clube de maior público no campeonato estadual e tem a melhor média de público nas competições nacionais, ainda que venha momentaneamente amargando a depreciativa série “C” no campeonato brasileiro é o clube que monetariamente mais contribui para o desenvolvimento do futebol Pernambucano.
Recife(PE), 09 de fevereiro de 2012

Atenciosamente,

ANTONIO LUIZ NETO
JOAQUIM BEZERRA
ALBERTINO DOS ANJOS
CONSTANTINO JÚNIOR

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.