Estamos chegando!

Santa Cruz vence o Araripina no arruda por 3 a 2 e consegue sua 5° vitória seguida no estadual. Com o resultado o Santa vai dormir na 2° colocação do campeonato, há 2 pontos do líder Sport.

Apesar de ainda não jogar um futebol primoroso e da defesa ainda dar alguns vacilos, o Santa parece que encontrou a sua identidade. O 3-5-2 com o ataque focado nas laterais vêm se consolidando a cada jogo e deve ser o esquema adotado até o final do estadual.

O Santa Cruz começou o jogo calmo, ciente do que tinha que fazer para vencer o adversário, mas como futebol não é um esporte pragmático, na primeira oportunidade do Araripina eles marcaram o gol. Num lançamento da intermediária, o goleiro Thiago Cardoso saiu todo errado para tentar cortar a bola, acabou se esbarrando com o Éverton Sena e deixou o gol aberto para o atacante Vanderlei só mandar para dentro do gol. Santa Cruz 0x1 Araripina.

Mesmo com o gol tomado, o time coral não se desesperou na partida. Mantendo o mesmo estilo de jogo o Santa Cruz continuou pressionando o Araripina durante todo o primeiro tempo, mas o gol insistiu em não sair. Até saiu o gol, numa cabeçada do Geílson, mas o bandeirinha anulou alegando que a bola tinha saído na linha de fundo antes do cruzamento do Renatinho, lance muito duvidoso. Dênis Marques mandou bola na trave, William Alves também perdeu boa chance de cabeça, o goleiro do Araripina, Bruno Grassi, estava garantindo como podia a rapadura para o Bode do Sertão.

Aos 34 minutos em outro cruzamento na área coral, o nosso maior defeito desde o início da temporada, o Araripina por muito pouco não ampliou o placar, o banco do time visitante até comemorou o gol, mas não viu que o zagueiro William tirou a bola e na sequência Thiago Cardoso se redimiu da falha e operou um milagre, alívio para a torcida tricolor. No contra-ataque o Santa perdeu outra grande oportunidade, Luciano Henrique chutou forte para a boa defesa do Bruno. Terminou assim o primeiro tempo, o Santinha pressionando, mas atrás no placar, 1 a 0 para o Araripina.

Veio o segundo tempo e com ele mudanças na equipe tricolor, entraram Sandro Manoel e Natan nos lugares de Diogo e Wesley, que mais uma vez não rendeu o esperado. Com a saída de Diogo, Zé Teodoro colocou Memo para jogar de ala, colocou o Anderson Pedra de 3° zagueiro e o Sandro Manoel na cabeça da área. Não demorou muito para sair o empate.

Aos 6 minutos, Natan foi derrubado dentro da área, pênalti. Dênis Marques foi para cobrança e mostrou para o Léo Rocha, ex-Treze, como se bate uma cavadinha, Santa Cruz 1x1 Araripina. O Santa Cruz continuou em cima do Araripina, até conseguir o gol da virada. Num escanteio cobrado rapidamente pelo Dênis Marques, o zagueiro William cabeceou certeiro, sem chances para o goleiro do Araripina, era a virada tricolor, Santa Cruz 2x1 Araripina.

Com a virada, o time coral relaxou um pouco em campo, com isso o Araripina foi pra cima em busca do empate. O Bode até chegou a acertar a trave de Thiago Cardoso e na sequência por muito pouco não empatou novamente a partida. O Santa Cruz precisava fazer mais um para matar o jogo e foi isso que aconteceu. Natan entrou na área e deu um toque açucarado para o Carlinhos Bala, que tinha acabado de entrar, ficar de frente com o goleiro e marcar o terceiro do Santa. Santa Cruz 3x1 Araripina.

Ainda tomamos um gol nos acréscimos, de novo em bola aérea na defesa coral, Gideon subiu mais que William Alves e diminuiu: Santa Cruz 3x2 Araripina, placar final.

Parece que finalmente encontramos nosso estilo de jogo para 2012. Falta ainda acertar a defesa, principalmente nas jogadas aéreas, mas o time como um todo já ganhou uma identidade, coisa que não ocorria desde o fim do estadual do ano passado. Faltando 4 jogos, o Santa Cruz ainda briga para terminar a primeira fase na liderança, temos ainda pela frente 2 clássicos, onde iremos descobrir se realmente temos chances de sermos bicampeões. Acredito que sim, os próximos jogos nos dirão muitas coisas.

Arthur Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.