Diretor da Inferno Coral: "A gente está sendo bode expiatório"

Diretor geral da organizada do Santa Cruz, Hamilton Lima garante que vai recorrer da decisão da FPF


O diretor geral da Inferno Coral, Hamilton Lima, disse que a principal torcida organizada do Santa Cruz, barrada das semifinais e finais do PE2012, está servindo de bode expiatório. "Estão colocando a culpa toda em nós. Mas ninguém fala que, antes dos jogos, mandamos ofícios, dizendo por onde vamos, a quantidade de pessoas. Mesmo assim, acabamos encontrando a Torcida Jovem no Centro", afirmou.


Para Lima, não há como apontar que a depredação dos banheiros da Ilha do Retiro foi causada pela Inferno Coral. "É complicado. São 6 mil pessoas e coloacm logo para cima da gente. Aí, quem se comporta acaba tendo que pagar."

Segundo o diretor da Inferno Coral, barrar as organizadas não é a melhor medida para conter a violência. Ele sugere, entre outras coisas, o cadastramento dos torcedores, o aumento do efetivo policial e a realização de mais reuniões com as uniformizadas.

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.