O Santa Cruz se apequenou


Mais uma derrota. Mais uma atuação pífia, covarde.  Merecida a vitória do Salgueiro por 2 a 1 no Santa Cruz, o time do sertão entrou para ganhar, diferente do time coral. Uma vitória simples classifica o Santa Cruz no jogo de volta no arruda, o problema é saber se o Santa Cruz vai fazer por onde.

Mais uma vez, Zé Teodoro escala a equipe no 3-5-2 com apenas 1 meia, foi assim contra o Náutico, no arruda, foi assim contra o Sport, na ilha. 2 jogos em que o Santa teve atuações horríveis ofensivamente, 2 jogos em que o time abdicou de atacar para marcar o adversário. Zé insistiu na sua formação e pagou caro.

Zé Teodoro mostrou que não queria vencer e que um 0x0 seria uma grande vitória para ele. O Salgueiro foi mais ambicioso, pensou grande e conseguiu o placar. Pensar grande, algo tão simples que o nosso treinador insiste em não fazer.

Talvez Zé Teodoro pense: deu certo ano passado vou repetir esse ano. Só que em 2011 o time era bem diferente. A qualidade técnica era bem inferior e a saída encontrada era apostar na marcação para conseguir algo. Em 2012 o Santa tem um time bem melhor ofensivamente, as 8 vitórias seguidas no campeonato não foram à toa, mas a nossa defesa caiu de rendimento, por mais que não queiramos perceber, o time de guerreiros ficou no passado.

A receita é simples: se o nosso ataque é melhor do que o de 2011 e a nossa defesa é pior do que a de 2011, porque não priorizar o ataque, porque não parar de insistir em colocar o time recuado. Zé Teodoro parece que não vai mudar os seus conceitos, enquanto ele insistir em colocar o Chicão em detrimento de 1 meia ou de 1 volante mais ofensivo, não vamos muito longe.

Para o jogo o Santa Cruz não pôde contar com o Dênis Marques, vetado pelo DM. Flávio Caça-Rato foi o escolhido para substituí-lo. Na defesa, Leandro Souza substituiu o Éverton Sena, outro jogador lesionado.

Os 2 substitutos não jogaram bem, Caça-Rato errando muitas bolas no ataque e Leandro Souza continuando sua série de péssimas atuações em 2012. Não dá mais para viver do passado, Leandro Souza não tem mais condição de ser titular do Santa Cruz.

O Salgueiro dominou o jogo, o Santa Cruz não fazia muita questão de atacar, o negócio era defender. Mesmo na retranca, o Santa Cruz conseguia criar algumas oportunidades e aos 25 minutos do segundo tempo Renatinho chutou de fora da área e Branquinho, que havia entrado no lugar do Caça-Rato, aproveitou o rebote do goleiro: Salgueiro 0x1 Santa Cruz.

O Carcará continuou indo pra cima, apostando nas bolas aéreas, grande problema da defesa coral no ano, e foi assim que saiu o empate. Aos 32 minutos, Marcos Tamandaré cruzou a bola para área e meio que sem querer encobriu o goleiro tricolor e acertou o gol: Salgueiro 1x1 Santa Cruz. Thiago Cardoso que vinha fazendo uma grande partida acabou falhando, mais uma falha na conta do goleiro coral em 2012.

Logo depois do empate, Geílson complicou o que já tava difícil. O atacante do Santa Cruz foi expulso e deixou o time coral com 10 em campo. A virada acabou acontecendo. Aos 42 minutos, após novo cruzamento, Edmar aproveitou-se da fragilidade da defesa do Santa e deu números finais a partida: Salgueiro 2x1 Santa Cruz.

Se Zé Teodoro não mudar os seus conceitos o Santa Cruz vai ser desclassificado, seja domingo que vem, seja nas finais ou seja na série C. Enquanto Zé Teodoro continuar querendo que o Santa Cruz jogue como time pequeno, não iremos a lugar algum. Só vence que joga para vencer, porque é tão difícil entender isso.

Arthur Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.