Santa Cruz e a rotina do azar

Ter desfalques às vésperas de jogos importantes virou uma rotina infeliz no Santa Cruz. Por mais uma vez a escalação do time para um grande confronto vai depender de autorizações do Departamento Médico. Desde o início do campeonato pernambucano deste ano, a equipe vem tendo complicações do gênero. 

Até a chegada do primeiro clássico onde o Santa empatou com o Náutico nos Aflitos pela 7ª rodada, foram constantes as oscilações no time até a definição dos titulares. Essa demora foi por causa da lentidão das regularizações médicas de alguns jogadores.

Faltando pouco menos de dois dias para enfrentar o Sport no Arruda pela 10ª rodada, a torcida do Santa Cruz teve algumas tristes surpresas. Três jogadores foram desfalques por lesão e não puderam jogar o clássico, entre eles estavam o meia Wesley e o paredão Tiago Cardoso. O resultado daquela ocasião não vale à pena lembrar, mas o caso é que não poderia ter momento mais inoportuno para ter desfalques.

Enquanto que as algumas ausências pegavam o torcedor de surpresa, outras já eram corriqueiras. É o caso do meia Natan. Apesar de ser um bom e bem querido jogador, o prata tem um histórico que aos poucos vem irritando a torcida. Nunca que o Santa teve um frequentador tão assíduo no Departamento Médico este ano. Por causa disso Natan não manteve uma regularidade de jogos e o time deixou de ter um pouco mais de rapidez e habilidade no sistema ofensivo.

Esta semana o Santa se prepara para mais um jogo importante. Pela frente está o time do Salgueiro em um dos jogos mais emocionantes e decisivos do ano, a expectativa é de Arruda lotado, local do jogo. Apesar de todos esses fatores, as atenções estão voltadas para o médico coral, Dr. Gilson Resende. Ele praticamente está sendo o responsável pela escalação do próximo confronto.

É mais um jogo superimportante que está por vir e o problema de contusões voltou, como de costume. Dênis Marques e Tiago Cardoso são duvidas, já André Oliveira e Memo, apesar de estarem liberados pelo DM, ainda não trabalharam com bola. Natan treinou junto com os companheiros mas está na fase de transição. “Isso é uma situação que parece ser inevitável. Se vai ter decisão, então vai ter contusão”, disse o torcedor e integrante da torcida Portão-10, Beto Silva.

Mas o que há de errado ou de bom no DM do Santa Cruz já que é tão movimentado principalmente às vésperas de jogos importantes? Essa é uma pergunta difícil de responder ao torcedor. O que os responsáveis restam a fazer é acelerar o trabalho e explicar as situações na medida do possível. “Dênis melhorou bastante do quadro clínico e está quase sem dor. Ele vai entrar agora na fase de observação junto com André, Memo e Natan. Tiago Cardoso fez trabalhos específicos com o preparador de goleiros e nós temos que ver a sequência destes trabalhos”, disse Dr. Resende.

Por Junior Aguiar

Junior Aguiar

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.