CBF prepara contra-ataque ao Treze e Série C pode virar festival de W.O



Ao contrário do que se imaginou, a inclusão do Treze na Série C do Campeonato Brasileiro não foi o ponto final na confusão envolvendo a competição. Isso porque a CBF já prepara o contra-ataque, em uma medida bastante polêmica. Segundo o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, que vem dando assistência jurídica à CBF, a entidade ainda tentará derrubar a ação dada pela Justiça da Paraíba ao Treze e, caso obtenha sucesso (o que é dado como certo pela CBF), os jogos do Treze serão anulados. Com isso, há a possibilidade de a Série C virar um festival de W.O.

Pela tabela divulgada hoje pela CBF, os dois clubes pernambucanos serão os dois primeiros adversários do Treze. O Salgueiro enfrenta o clube paraibano no dia 4 de jullho, no Cornélio de Barros, enquanto o Santa vai a Campina Grande no dia 11.

"Enquanto a CBF era a única que poderia pagar os ônus, como pagamento de multa e risco de prisão, ela assumiu a responsabilidade de atender apenas parcilmente a liminar do Treze. Mas quando o juiz da Paraíba concedeu outra liminar, absurda, envolvendo terceiros que não fazem parte do processo, que são os clubes e as federações (que pagariam R$ 100 mil por jogo), a CBF teve que aceitar atender a ordem judicial e inserir o Treze. Mas como estamos certos de que o Treze vai perder a ação quando o mérito for julgado, na Paraiba ou no Superior Tribuna de Justiça, esses jogos deles serão anulados e não terão validade nenhuma na classificação da Série C", explicou Evandro.

“Acho que o Treze sofrerá uma punição pesada. No futuro, acho que a Paraiba terá apenas dois clubes grandes, Botafogo e Campinense 

”


O dirigente, inclusive, sugeriu que os clubes que tiverem jogos contra o Treze não compareçam a partida. "Se eu fosse presidente de um clube procuraria analisar o caso e veria que a derrota do Treze é certa. Com isso, nem me preocuparia em mandar o meu time a campo para enfrentá-los. Não ficaria preocupado com o W.O.", disse. "Depois que esses jogos forem anulados, os torcedores que compraram os ingressos podem pedir indenização ao Treze, que foi quem forçou essa situação. Já que a CBF foi obrigada a incluir o clube na competição via ordem judicial".

Por fim, Evandro ainda afirmou temer pelo futuro do Treze quando toda essa confusão acabar. "Depois que tudo isso acabar a CBF vai entrar pesado contra o Treze na Justiça Desportiva. Acho que o Treze sofrerá uma punição pesada. No futuro, acho que a Paraiba terá apenas dois clubes grandes, Botafogo e Campinense", encerrou.

Fonte: Jornal do Commercio
Imagem meramente ilustrativa 


Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.