Em baixo de chuva, Santa só empata



Em tarde de muita chuva no Recife, o Santa Cruz não saiu do empate com o Guarany de Sobral, no arruda, pela 1° rodada do campeonato brasileiro da série C. Apesar do gol do estreante Fabrício Ceará, o Santa acabou sofrendo o empate e o jogo terminou 1 a 1, pior para o Santa Cruz.

O que tinha tudo para ser uma tarde de muita festa no arruda, acabou no começo de noite chuvoso e com a torcida coral indo de cabeça quente (e molhada) pra casa. O jogo se dividiu em 2 tempos: o 1° sem chuva, onde saiu os 2 gols do jogo, e o 2° com chuva, mas chuva mesmo, o verdadeiro toró, onde o Santa acabou não conseguindo fazer o gol da vitória, até porque não chutou pra isso.

Para a estreia na série C, o técnico Zé Teodoro escalou o Santa no tradicional 4-4-2, diferente da formação que a equipe atuava no pernambucano. Com Memo jogando no meio, como segundo volante, Renatinho e Diogo deixaram de jogar como alas e voltaram a atuar nas laterais. No meio campo, Luciano Henrique e Wesley formaram uma dupla que não tinha como forte a velocidade. No ataque, Dênis Marques teve a companhia de outro centroavante: Fabrício Ceará, que fez sua estreia em jogos oficiais. Outro estreante do dia foi o zagueiro Edson Borges, que fez uma grande partida, talvez o único que se destacou no sistema defensivo coral.

Com 2 centroavantes no ataque e com Renatinho e Diogo subindo pouco, as jogadas pelas laterais que eram o forte do Santa no pernambucano, não apareceram no primeiro tempo, o gol tinha que sair de outra forma. E foi numa bola parada, que aos 13 minutos, Fabrício Ceará fez o típico gol de centroavante. Após o escanteio, Chicão cabeceou na trave e no rebote lá estava Fabrício Ceará para fazer de cabeça: Santa Cruz 1x0 Guarany de Sobral.

O mais difícil o Santa conseguiu, que era fazer o 1° gol rápido, que obrigaria o adversário ir pra cima, oferecer os espaços para o Santa construir uma vitória tranquila, certo? Errado. O time não tinha movimentação no ataque, Memo até que aparecia em uma ou outra bola, mas não era o suficiente, Luciano Henrique que começou o jogo apagado, começou a criar oportunidades, mas sem aquele cara de velocidade no ataque, a defesa do Guarany conseguia marcar bem as jogadas corais.

Precisando do empate o Guarany também atacava, o lateral esquerdo Rick ganhava quase todas no duelo contra o Diogo, e em uma desses lances saiu a jogada que originou o gol de empate. Rick cruza pra área, Diego Lima sai na marca do pênalti pra cortar a bola, que não sai da área, na volta para o gol Diego derruba o atacante Léo Andrade, pênalti para o Guarany. Na cobrança Ribinha, ex-Santa Cruz, tenta a cavadinha e Diego Lima defende, mas no rebote Alex Paraíba aproveita: Santa Cruz 1x1 Guarany de Sobral.

O Santa sente um pouco o gol sofrido, mas continua em busca do desempate. Em um dos raros cruzamentos acertados pelo Diogo, Fabrício Ceará acaba escorregando e perde uma ótima oportunidade de gol. O primeiro tempo acaba mesmo 1 a 1.

Na volta pro segundo tempo, Zé Teodoro mexe na equipe: entra o atacante Flávio Caça-Rato e sai o meia Luciano Henrique. O problema na velocidade do ataque teria sido resolvido se não fosse por um fator: a chuva. Chove torrencialmente durante quase todo o segundo tempo e as chances de gol se reduzem drasticamente.

Zé Teodoro ainda mexeu mais 2 vezes colocando o time pra cima: entraram o meia Vitor Hugo e o atacante Paulista, no lugar do meia Wesley e do lateral Diogo. As alterações não adiantaram por um simples motivo: o time não chutava a gol. Se o campo está molhado e se o goleiro adversário não passa muita confiança, por que raios o time não chutava? Era toque para um lado, toque para o outro, cruzamentos e mais cruzamentos, mas chutes de fora da área que é bom, não saía nenhum.

Um segundo tempo completamente dominado pelo Santa, mas sem chutes não tinha como a bola entrar. Dênis Marques, Renatinho e Fabrício Ceará tiveram as chances corais no segundo tempo, mas pecaram na finalização e o gol não saiu. Pelo lado do Guarany, foram 2 contra-ataques, que por muito pouco não resultaram em um resultado ainda pior para o Santa. Terminou mesmo: Santa Cruz 1x1 Guarany.

Uma estreia ruim, mas é importante lembrar que o campeonato tem 20 jogos nessa primeira fase, ou seja, tem muita água ainda pra rolar. Zé Teodoro sabe o que faz e espero que nas próximas rodadas os resultados positivos comecem a aparecer.


Arthur Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.