Memo ameaça não se reapresentar


HELDER TAVARES/DP/D.A PRESSA saída de Memo do Santa Cruz parece inevitável, apesar de a discussão ainda ser velada no Arruda. Desde a eliminação da Série C, as entrevistas do volante ganharam tons mais melancólicos. Um evidente interesse em buscar novos desafios. Ontem, por telefone, o atleta demonstrou impaciência e uma grosseria fora do habitual perfil de simpatia. Perguntado sobre quando iria se reapresentar, respondeu, curto e seco: “Sem data prevista.” Em seguida, emendou com um “não quero falar sobre o assunto, decisão minha, mesmo”. O diretor de futebol Constantino Júnior garantiu ter uma conversa com o jogador. “Vamos nos reunir, com tranquilidade. Depois, a gente dá uma posição sobre a situação”, afirmou.

Os primeiros indícios de insatisfação do prata da casa tricolor começaram poucas semanas antes do início do Brasileiro. A Portuguesa demonstrou interesse na contratação, mas a diretoria coral decidiu segurar o atleta. Mesmo com o plano de disputar uma Série A frustrado, Memo não baixou a guarda e teve um desempenho bastante regular ao longo do campeonato. Ontem, quem deu adeus oficialmente do time foi o zagueiro Édson Borges.

FONTE: SUPERESPORTES

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.