Santa Cruz cai diante do Chã Grande dentro de casa

Mais Querido volta a decepcionar e perde em casa para o Chã Grande
Foto: CoralNet


Faltou inspiração e criatividade ao Santa Cruz. Em um jogo em que o time coral pouco conseguiu construir, o Chã Grande se deu melhor e venceu por 1x0, na noite desta quinta-feira, em pleno estádio do Arruda. Com o resultado, o Tricolor fica na segunda colocação do Campeonato Pernambucano, com 12 pontos, três atrás do líder Náutico. No próximo domingo, o time vai até o Sertão enfrentar o Serra Talhada. Os visitantes, que chegaram a oito pontos na tabela, recebem o Belo Jardim, no mesmo dia.
Sem poder contar com o meia Natan, poupado, o técnico Marcelo Martelotte fez a opção por Everton Heleno. E apesar de ter dominado as ações na etapa inicial, o Santa Cruz não conseguiu traduzir isso em gol. Jefferson Maranhão até balançou as redes, aos 11 minutos, mas estava impedido. Aos 14, Flávio Caça-rato teve a melhor chance tricolor no primeiro tempo. Ele recebeu cruzamento de Tiago Costa, mas mandou uma bomba na trave. O Tricolor passou por um hiato criativo e só voltou a levar perigo aos 32. O mesmo Flávio, em lance de efeito, arriscou um voleio, mas Davi defendeu.
Parecia que o gol seria uma questão de tempo, pois logo depois o Mais Querido assustou novamente. Jefferson Maranhão cobrou falta colocada e a bola passou rente à trave. Mas foi o Chã Grande quem deu o bote certeiro. Thiago Lima fez boa jogada e acionou Jhulliam. O atacante entrou na área e foi derrubado por Vágner. O próprio Jhuliam foi para cobrança e deslocou Tiago Cardoso para fazer 1x0, aos 38 minutos. No último respiro tricolor antes do intervalo, Everton Heleno passou por três marcadores mas não conseguiu concluir em gol.
Na volta para o segundo tempo, Léo entrou no posto de Everton Heleno. A proposta de Martelotte era propiciar um maior poder de criação no meio de campo. Pelo menos nos minutos iniciais, a mudança não surtiu efeito. O primeiro lance de relativo perigo veio somente aos 13, quando Everton Sena passou por um defensor e chutou forte, na rede pelo lado de fora.
Aos 18 minutos, o Chã Grande ficou com um homem a menos após a expulsão de Jhulliam. Martelotte então realizou uma alteração de ordem tática: tirou Everton Sena para colocar o atacante Paulo César. A meta era partir para cima e conseguir o gol a qualquer custo. Dênis Marques, em sua primeira finalização, mandou para fora, aos 30 minutos. Pouco depois, Léo bateu falta com veneno e Davi mandou para fora. A noite era mesmo do Chã Grande, que segurou o resultado e garantiu a vitória.
SANTA CRUZ 0x1 CHÃ GRANDE
Santa Cruz
Tiago Cardoso; Everton Sena (Paulo César), César, Vágner e Tiago Costa; Anderson Pedra, Luciano Sorriso, Everton Heleno (Léo) e Jefferson Maranhão; Denis Marques e Flávio Caça-rato (Danilo Santos). Técnico: Marcelo Martelotte

Chã Grande

Davi; Celso (Wenio), Cláudio Santos, Ronaldão e Jaime; Edmilson, Felipe Araripina, Marcos Mendes e Tiago Lima (Cláudio Júnior); Jhulliam e Danilo (Jaíldo). Técnico: Maurílio Lima

Local: Estádio do Arruda (Recife)
Árbitro: Tiago Nascimento
Assistentes: Wilton Lins e Bruno Alcântara
Gols: Jhulliam (aos 38 do 1T)
Cartões amarelos: Vágner, Tiago Costa, Flávio Caça-rato (Santa Cruz); Jhulliam, Edmilson, Ronaldão, Danilo, Cláudio Santos, Cláudio Júnior (Chã Grande)
Cartão vermelho: Jhulliam (Chã Grande)
Renda: R$ 108.204,00 - Público: 13.121


Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.