Santa Cruz perde para o Náutico por 2 a 1, mas está na final do Pernambucano

             (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Não teve sorteio, nem cartão. O vencedor da semifinal do Pernambucano entre Náutico e Santa Cruz foi conhecido na bola neste domingo.

O vencedor foi o Náutico, mas a classificação ficou com o Santa Cruz, o Timbu venceu por 2 a 1 mas como tinha que fazer dois gols de diferença, a missão ficou mais complicada e assim não conseguiu buscar o resultado.

Com este panorama, os corais vão decidir com o Sport o título do Pernambucano. A primeira partida será no Arruda, no próximo domingo. A volta é na Ilha do Retiro. Se houver um vencedor em cada lado, haverá uma extra, em local a ser definido pela Federação Pernambucana de Futebol. Não tem vantagem do empate para ninguém no encontro. Também não há possibilidades de desempates no sorteio ou nos cartões.

JOGO

Primeiro Tempo

A primeira chance foi dos donos da casa, em um erro do volante coral Luciano Sorriso que tocou errado nos pés de Rogério, o atacante alvirrubro avançou e tocou para Elton que bateu forte de três dedos, mas Tiago Cardoso estava atento para defender, no rebote a zaga tricolor afastou o perigo.

O Náutico começou em cima do Santa Cruz e na segunda oportunidade conseguiu abrir o placar, em bela jogada de Rogério que deu uma meia lua no zagueiro Renan Fonseca e tocou na marca do penalti para Elton, dessa vez o artilheiro do Pernambucano não desperdiçou e soltou o pé, sem chances para o arqueiro tricolor, 1 a 0 Náutico.

Após o gol, as duas equipes travaram um duelo de marcação e de muitas faltas, só aos 34 minutos saiu uma nova jogada de perigo, e foi novamente o Náutico que chegou. Douglas Santos cruzou na grande área, Jones Carioca não alcançou, a bola ainda bateu na sua nuca e voltou limpa para Rodrigo Souto, mas o volante usou muita força e a bola subiu sem direção.

4 minutos depois, aos 40, veio a resposta do Santa Cruz, Dênis Marques cobrou bela falta, mas o goleiro alvirrubro Felipe foi buscar a bola no angulo, para desespero do atacante coral.

Logo em seguida o Náutico respondeu em um cruzamento de Douglas Santos, a bola pegou efeito em direção ao gol coral, para sorte, Tiago Cardoso estava ligado no lance e mandou a bola para escanteio.

Antes do fim do primeiro tempo mais um susto para a torcida coral, Douglas Santos estava solto no jogo, e aos 44 minutos, o lateral alvirrubro apareceu no ataque e chutou rasteiro, a bola foi de mansinho raspando a trave do arqueiro coral.

Segundo Tempo

Para o segundo tempo, as duas equipes voltaram com o mesmo esquema e com os mesmos jogadores que terminaram a primeira etapa.

Os 15 primeiros minutos da segunda etapa foram de muita marcação e faltas por parte das duas equipes, os cartões amarelos começavam a aparecer para as duas equipes.

Aos 19 surgiu a primeira grande chance a favor do Náutico, em confusão na área tricolor, o zagueiro Renan Fonseca tentou afastar a bola, o chute saiu torto e quase pintava um gol contra a favor dos alvirrubros, Tiago ainda se esticou todo para salvar o gol timbu.

Aos 27 minutos, Vinicius Pacheco que tinha entrado a pouco tempo, na vaga de Jones Carioca, fez uma boa jogada e cruzou forte para Rogério, a bola chegou muito forte no atacante alvirrubro que não teve tempo de finalizar consciente e mandou pra fora.

Em seguida, aos 29, em confusão na área, dessa vez na meta alvirrubra, a bola sobrou para Dênis Marques que encarou o zagueiro Alisson e bateu, a bola desviou no defensou e explodiu na trave de Felipe, quase o empate tricolor.

De tanto insistir, o Santa Cruz conseguiu, Renatinho fez boa jogada pela lateral da grande área e foi derrubado pelo zagueiro Alisson, o juiz não exitou e marcou a penalidade para os tricolores.

Na cobrança, Dênis Marques correu pra bola e bateu bem, sem chances para Felipe que nem saiu na foto, o placar agora estava empatado, 1 a 1.

3 minutos depois, o Náutico também teve penalti ao seu favor, Rogério recebeu livre na cara do gol, driblou Tiago Cardoso, mas foi derrubado na ponta do pé, penalidade para o timbu e cartão amarelo para o goleiro Tiago.

O artilheiro Elton partiu para a cobrança e desempatou a partida em uma bela cobrança de penalti, sem nenhuma chance para Tiago Cardoso, o placar devolvia a esperança para o torcedor alvirrubro, mas ainda não classificaria os donos da casa que precisavam de mais um gol para buscar a vaga na final do Estadual.

Após o gol, o Náutico até que tentou atacar, mas de forma desorganizada não conseguiu criar as jogadas para fazer o terceiro gol que daria a classificação para os alvirrubros, do lado coral, a equipe recuou mais e administrou o resultado até o apito final do juiz Gilberto Castro Júnior que deu por encerrado o clássico das emoções.


Ficha do jogo 
Náutico 2x1 Santa Cruz

Náutico: Felipe, Maranhão, Luís Eduardo, Alison e Douglas Santos; Elicarlos, Rodrigo Souto (Marcos Vinícius), Martinez (Dadá) e Jones Carioca (Vinícius Pacheco); Rogério e Elton. 
Técnico: Silas.

Santa Cruz: Tiago Cardoso, Everton Sena, Renan, Willian Alves e Tiago Costa (Nininho); Anderson Pedra, Raul, Luciano Sorriso (Sandro Manoel) e Renatinho; Jéferson Maranhão (Flávio Caça-Rato) e Dênis Marques. 
Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio dos Aflitos.
Árbitro: Gilberto Castro Júnior (PE)
Assistentes: Elan Vieira e Francisco Chaves (ambos de PE).
Gols: Elton aos 15 minutos do primeiro tempo e aos 39 do segundo tempo (Náutico); Dênis Marques aos 33 (Santa Cruz).
Amarelos: William Alves (SC), Martinez (N), Jones Carioca (N), Tiago Costa (SC), Luís Eduardo (N), Alison (N), Dênis Marques (SC), Elicarlos (N) Tiago Cardoso (SC), Renan (SC), Nininho (SC).
Público: 15.013.
Renda: R$ 265. 560,00.








Fillipi Torres

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.