A muralha coral escreve seu nome na história do Castelão

Com uma grande desempenho, Tiago Cardoso ajudou o Santa a segurar o Sampaio e deixou seu nome para sempre marcado no estádio.
O goleiro fez mais uma de suas grandes atuações em jogos decisivos. Foto: Jamil Gomes
O "paredão" Tiago Cardoso, fez ontem (24), mais uma de suas partidas antológicas vestindo a camisa 1 do Santa Cruz. Com a atuação espetacular, o arqueiro mostrou que é mesmo jogador de decisão, já que - costumeiramente - salva o escrete tricolor em duelos decisivos. Em mais uma final de campeonato, o mito apareceu para roubar a cena, de um jogo morno, porém disputado, entre Sampaio Corrêa e Santa Cruz no Estádio Castelão, em São Luís/MA

Quanto às grande laborações em jogos importantes, o goleiro destacou que é, também, fruto de muito trabalho. "Tem que trabalhar dia a dia, se preparar bem fisicamente e tecnicamente, e no jogo é mais a concentração e o foco. Você não pode se apavorar em uma final para tranquilizar seus companheiros. Final você coloca tudo que foi trabalhado durante o ano, porque você sabe que é decisão. A gente veio aqui para vencer, mas o 0 a 0 foi bom", destacou Tiago Cardoso.

Sobre a defesa no último minuto, o atleta comentou a dificuldade e a importância do lance, sem esquecer de louvar a Deus. "É, ali foi realmente na ponta dos dedos, por que geralmente quando a bola vem cruzada dificulta muito, é a bola mais difícil pro goleiro, então, foi um lance que eu não sei nem explicar. Creio que foi a graça de Deus mesmo, por quê tive a visão encoberta, mas o importante é que a equipe não sofreu gols, e agora é descansar, trabalhar. Eu creio que no Arruda será diferente."

Foi, de fato um jogo espetacular de Tiago Cardoso, é impossível dizer que não. E não é por um goleiro ser o destaque que a equipe foi mal. O Santa chegou junto, conseguiu ameaçar os adversários por diversas vezes, mas não acertou o alvo. A zaga esteve bem postada, mesmo marcando mal, o lateral esquerdo Panda substituiu muito bem Tiago Costa, o meio de campo segurou bem, e só faltou mesmo, mais qualidade ofensiva. O que obrigou o goleiro tricolor a fazer defesas inesquecíveis.

Felipe Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.