Constantino Júnior comenta sobre o planejamento para o ano do centenário

Já com o acesso para a Série B do ano que vem, classificado para a grande decisão, o Santa busca fechar o ano com chave de ouro, mas já de olho em 2014.
Diretor tricolor explanou alguns desejos para o ano do centenário. Foto: Jédson Nobre/FolhaPE
Falta pouco para o final do ano, e também, para o Santa Cruz se sagrar campeão da Série C. A partir desta semana, só resto o Sampaio Corrêa pela frente. A batalha coral já tem data, local e horário definidos. No próximo domingo(24), às 16h, no Estádio Castelão. Já pensando no ano mais importante para o clube, quando o Santa completa 100 anos de existência, o diretor de futebol tricolor, Constantino Júnior, comentou sobre os planos para o ano que vem.

“O planejamento para 2014 está em curso. Depois do acesso, desejávamos iniciar as conversas com os jogadores que queremos para a próxima temporada e consultar as opções do mercado. No entanto, como estamos focados na busca pelo título, tivemos adiar o procedimento. De antemão, posso dizer que a maioria do grupo atual está disposta a permanecer e as renovações vão obedecer o nosso perfil. Nada de salários fora da realidade. E vamos contratar atletas que se enquadrem nisso. Em meio à formação do elenco, desejamos realizar investimentos no CT e na estrutura do clube.”

Quanto às renovações dos jogadores mais importantes do time, o diretor declarou que o Santa deve manter a base deste ano. “Para a montagem do grupo do próximo ano não haverá nada de análise passional. Não vai ser o bom relacionamento que vai manter o atleta. Vamos fazer um trabalho em conjunto, pensando no melhor para o clube. Vamos manter uma espinha dorsal. Queremos o fortalecimento elenco e faremos isso com robustez", Disse. Ou seja, se depender do esforço dele, o elenco coral tem tudo para ficar, ainda mais forte, no próximo ano.

Ao ser perguntando sobre a polêmica envolvendo o atacante Dênis Marques, Constantino Júnior expressou um pouco de confiança no jogador. “Dênis Marques perdeu espaço com Vica, mas é um atleta de potencial grande. Apesar da imagem de indisciplinado que a mídia faz, ele é dedicado nos treinos e é muito querido pelos companheiros. Não tenho dúvida que a hora que ele for acionado vai render o esperado. E a ausência dele não muda isso. Hoje (ontem), ele entrou em contato comigo e foi liberado.”

Felipe Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.