Penalizado por um confronto de organizadas

O Santa perderá o mando na primeira rodada do Nordestão do próximo ano, após ser punido pela briga de torcidas na partida contra o CRB, no Estádio Rei Pelé, em fevereiro deste ano. 
Marginais se confrontando no Rei Pelé. Foto: Itawi Albuquerque
Em um jogo bastante disputado, o Santa Cruz venceu o CRB, em Alagoas, no Estádio Rei Pelé, por 3 a 2. No final do primeiro tempo, aconteceram cenas lamentáveis envolvendo o Comando Vermelho (Do CRB), e a Inferno Coral., O motivo, uma aliança firmada entra a TOIC e a Mancha Azul, do CSA. Na ocasião, integrantes do CV partiram para cima da torcida coral, que revidou. Chutes e socos trocados, ao vivo para todo o Brasil.

Já a polícia, assistiu a tudo sem muitas reações de desespero. Chegou atrasada, e não foi capaz de impedir que as torcidas se agredissem em TV aberta. A pena, foi proferida em março pelo STJD, e ambas as equipes foram sancionadas com a perda de mando de quatro jogos. Além de uma multa no valor de R$ 5,5 mil por atraso e mais R$ 20 mil por infringir o artigo 213, inciso I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – não prevenir ou reprimir desordem.

Naquele dia 6 de fevereiro, as duas equipes jogaram muita bola, fizeram uma grande partida, mas - infelizmente - o que foi mais evidente foi o confronto envolvendo os torcedores. Na bola, o Santa Cruz saiu vencedor. Na arquibancada, todos saíram derrotados. O castigo da justiça é merecido, mas ainda é pouco. Não é correto generalizar, tanto a torcida do Santa, como a do CRB, estão erradas e merecem ser punidas

Felipe Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.