Santa e Linense empatam em jogo movimentado na Copinha

Em jogo de quatro gols, Linense e Santa levaram um ponto cada. Foto: Wesley Contiero

Depois de estrear com o pé direito na Copa São Paulo de Futebol Júnior derrotando o Goiás, atual vice-campeão do torneio, o sub-20 do Santa Cruz abriu a segunda rodada do grupo F em um jogo contra o Linense, mandante da chave. No domingo (6), o clube do interior de São Paulo empatou sem gols contra o São Mateus, o que forçou ao Linense uma postura ofensiva no jogo diante do Mais Querido.

Logo no início, o Elefante do Noroeste partiu para cima. Aos 5 minutos, o Linense assustou em uma cobrança de escanteio, que foi afastada pela zaga Coral. Depois daí, o time pernambucano conseguiu equilibrar o jogo e tocar a bola com tranquilidade, afinal, a pressão pela vitória era da equipe paulista. Aos 10 minutos, Raniel, autor do primeiro gol do Santa na competição, na vitória sob o Goiás, arriscou de longe ao avistar o goleiro do Linense adiantado, mas, a bola saiu por cima do travessão.

Dois minutos depois, o Linense pediu pênalti após uma entrada perigosa do zagueiro Matheus. Neste momento, o Santa ficou acuado enquanto o adversário crescia na partida. Aos 15, Léo Rocha abriu o placar, porém, a arbitragem anulou corretamente, assinalando impedimento. Com 20 minutos da primeira etapa, mais uma chance clara para o Linense. O zagueiro Jair saiu errado, e quase pôs tudo a perder. O goleiro Geaze salvou a pátria Coral com uma grande defesa.

Chance aqui, chance acolá, as equipes seguiam em busca do gol. Aos 27 minutos, foi a vez do terror do nordeste quase marcar. Jair cobrou falta com perfeição, mas o goleiro Gustavo praticou ótima defesa. Com 30 minutos, o termômetro marcava 34 graus e o árbitro paralisou o jogo para o tempo técnico, devido ao forte calor em Lins. No retorno, o Linense voltou mordendo outra vez. A zaga Coral falhou e, por muito pouco, o atacante Léo Torres não abriu o placar. A bola saiu tirando tinta de trave.

Aos 41 minutos, o goleiro Geaze, do Santa, ainda fez outra bela defesa. Após um cobrança de escanteio do time do Linense, o defensor Barreto testou com precisão e exigiu bastante reflexo do arqueiro Coral. No minuto final, o Mais Querido abriu o placar, frustrando as aspirações do adversário. Vinicius recebeu de Jair e bateu na saída do goleiro Gustavo para abrir o placar no Gilbertão. Depois do gol, o juiz encerrou o primeiro tempo e as equipes partiram para o vestiário.

Na segunda etapa, era tudo ou nada para o Elefante do Noroeste. Afinal, uma derrota reduziria para quase zero as chances de classificação do Linense para a segunda fase. O Santa, por sua vez, chegava à classificação com a vitória parcial, mesmo com uma rodada de antecedência.

Com a bola rolando, o clube paulista parecia bastante nervoso, sem fazer as escolhas certas em campo. O Santa retornou com uma modificação. Anderson deu lugar a Alesson, que já havia entrado no decorrer da partida contra o Goiás. Mesmo em vantagem, a zaga Coral continuava batendo cabeça. Geaze salvou mais uma vez aos 5 do segundo tempo. Os defensores do Santa Cruz, devido à baixa faixa etária, erraram muitas vezes lá atrás.

A obrigação de ataque era do Linense, com isto, o Mais Querido se armava para um contragolpe, àquela altura, letal. O time paulista tentou a igualdade a todo custo, mas pecava por demais nas finalizações. Até que aos 21 do segundo tempo, veio o troco. Alesson, que havia entrado e incendiado o jogo, puxou contra-ataque pela esquerda e tocou para Jair, livre, fazer o segundo do Santa na partida, praticamente sacramentando a classificação tricolor à fase seguinte.

Os jogadores de ambos os lados passaram a demonstrar cansaço, e a partida praticamente se arrastava, mas, aos 32 do segundo tempo o Linense teve um último suspiro de esperança e tudo mudou. O zagueiro Barreto aproveitou uma cobrança de falta e cabeceou para o gol, sem chances para Geaze.

O gol recolocou de vez o Clube Atlético Linense no jogo, e o Santa encontrava muitas dificuldades em segurar o ímpeto do adversário. Aos 42, Nicolas, com um golaço deixou tudo igual no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, para a festa da torcida local. O empate deixou o Linense vivo no torneio, precisando derrotar o Goiás na última rodada para se classificar como segundo colocado. O Santa Cruz só depende de si no jogo diante do São Mateus, no domingo (12), para terminar com a liderança do grupo.

Felipe Holanda

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.