Santa Cruz vence Atlético/GO por 3 a 0 e sobe na classificação

Link permanente da imagem incorporada

ANÁLISE

O Santa Cruz entrou em campo com o desejo de garantir mais três pontos na classificação da Série B. Para isso, era preciso jogar bem e anular os principais pontos do adversário. A equipe, logo nos primeiros minutos, foi para cima do Atlético Goianiense: Renatinho lançou Marlon pela lateral-esquerda, que logo cabeceou, mas o goleiro Márcio fez boa defesa. A série continuou com novo cruzamento, novamente esbarrando no goleiro adversário. 

Sem encaixar bons passes, deixando o técnico Marcelo Martelotte exaltado, o jogo caiu de ritmo, quando, aos 14 minutos, Lelê recebeu excelente bola de Renatinho e fez: Santa 1 a 0. Daí em diante, só deu Atlético. As respostas surgiram com Primão e Geraldo, que perderam gols feitos.

Com a chuva forte caindo no Arruda, as boas jogadas cessaram. Tudo ficou como já estava até o apito do árbitro, decretando fim daquela etapa de jogo. 

SEGUNDO TEMPO

Se no primeiro tempo tudo não saiu como se esperava, a continuidade do jogo acrescentou os passes errados e a falta de disposição dos atletas. O Atlético permanecia com a bola e o Santa, aparentando um recuo pela diferença no placar, assistia sem esboçar reação. Quem já estava impaciente era a torcida coral. Não sabiam, mas a situação iria melhorar. 

Aos 20 minutos, o árbitro assinalou falta próximo à área adversária. Daniel Costa chamou a responsabilidade para si e, por baixo da barreira, no estilo Ronaldinho Gaúcho, fez: Santa 2 a 0. Lelê, na sequência, chegou a marcar o terceiro gol, mas o auxiliar viu impedimento. No Tricolor, saíram Renatinho e Marlon para entrada de Pedro Castro e Marlon. 

Pedro Castro, aos 35 minutos, dominou fora da área e chutou, por pouco não marcou mais um tento coral. O tempo foi passando. Willie, do Atlético, chegou com perigo e fez o gol, mal anulado pela arbitragem. Bons lances foram criados, porém desperdiçados.

Tinha mais. O Santa ainda foi valente e, após ter bola acertada em seu travessão, marcou o terceiro gol com Lelê, aos 48. Com as mãos erguidas, o árbitro decretou o fim da partida: 3 a 0, vitória maiúscula do Mais Querido.

Foto: Federação Pernambucana de Futebol

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.