Grafite engradece vitória e diz que foi difícil conter a emoção ao ver o Arruda lotado


Craque é craque. Já diz os futebolistas em todo mundo. E neste sábado, para mais de 44 mil tricolores, no Arruda, não foi diferente: com uma desenvoltura superior, predominando a posse de bola, coube a Grafite decidir a partida para o Mais Querido onde o personagem era ele mesmo, já que fazia sua estreia oficial com a camisa coral.

Gol. Estádio lotado. Torcida delirante. Um jogo perfeito para o atacante experiente, hoje de 36 anos. Entretanto, uma emoção única em toda carreira. É assim que Grafite observa esta partida, visando contribuir para que o Santa Cruz chegue a Série A do Brasileiro.

"Quando eu subi as escadas do vestiário e olhei o Arruda, foi difícil conter a emoção. Na Europa, a torcida não vibrava tanto, mesmo com o estádio cheio. Espero ter essa memória por toda minha vida", afirmou G23.

Mesmo não tendo participado de muitas jogadas, o jogador, que ainda está readaptando-se ao futebol nacional, justificou que sua saída na metade da segunda etapa foi por questões físicas. "Não estou tão cansado assim, apesar do jogo ser complicado. Senti o ritmo de jogo, mas deu para atuar. Dez minutos depois do gol, a perna já estava pesada. O condicionamento virá com sequência de três a quatro jogos", concluiu.

Foto: Antonio Melcop

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.