Martelotte sinaliza continuidade de Daniel Costa no time


A vitória tricolor sobre o Luverdense foi construída, essencialmente, nos pés do camisa dez Daniel Costa, que ganhou a titularidade após João Paulo cumprir suspensão automática. A atuação do meia, autor de assistência e do segundo gol da equipe, motivou o comandante Marcelo Martelotte a repensar seu esquema de jogo. Afinal, na próxima rodada, contra o Boa Esporte, Renatinho, Anderson Aquino e Grafite são desfalques - aumentando a possibilidade de João Paulo e Daniel Costa atuarem juntos.

“Não passou nada pela minha cabeça ainda com relação ao jogo de terça-feira. Mas, pode ser. Eu falei que nunca jogariam os dois juntos e mudei de ideia. Mas ideia é para mudar mesmo. Podem jogar os dois. Já fiquei sem Aquino e Grafite e ganhamos o jogo, contra o América/MG. Falei que não me preocupo, mesmo sendo importantes”, indicou o treinador.

As finalizações corais paravam nas mãos do goleiro Edson, não possibilitando um placar mais elástico. "O placar poderia ter sido mais elástico. Aproveitamos duas faltas, dando uma tranquilidade maior na partida. Não tenho dúvida que na terça-feira, contra o Boa Esporte, vamos em busca da vitória como visitante", avaliou Martelotte. 

GRAFITE

A expulsão de Grafite nos minutos finais da partida gerou fortes críticas do torcedor tricolor. Para Martelotte, o atleta errou, mas a atitude do árbitro foi fundamental para chegar numa situação irreversível. 

"Nos dois casos, a expulsão de Grafite foi exagerada. O comportamento da arbitragem mudou bastante. Não isento Grafite da culpa. Mas a justificativa da expulsão foi pela reclamação. Vamos analisar", finalizou o técnico. 

Foto: Antonio Melcop

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.