Para Martelotte, o que deixa mais feliz é ganhar com um gol de Vítor


Foi suado, pegado. O Santa Cruz precisava vencer, e venceu. O resultado foi construído ao longo do jogo, com oportunidades para ambos os lados. A começar com Grafite, de pênalti. Entretanto, para alegria dos tricolores, o último gol saiu de um jogador bastante contestado: o lateral-direito Vítor. As suas atuações vinham gerando descontentamento, que acabava afetando todo elenco. Hoje foi a vez de mostrar que pode ser diferente. 

"O que mais me deixa feliz é que ganhamos com um gol do Vítor. Mas, por conta dos 90 minutos, acredito que merecemos a vitória. Ele, mais uma vez, fez um grande jogo. Começou e terminou a jogada. Tivemos algumas dificuldades de ordem tática", afirmou Martelotte. 

Com a vitória, o Mais Querido encostou definitivamente no G-4 da Série B. A diferença de dois pontos garantiu ao comandante o entusiasmo para continuar sonhando com o acesso à elite do futebol nacional.

"Sabíamos que a vitória seria fundamental. Tirei os dois meias titulares, mas coloquei outro em campo. Mas penso que hoje tentei sempre colocar o time para frente. Querer entrar no G-4 é natural, mas isto será trabalhado durante a semana para poder preparar a equipe para o jogo. A vitória tem que ser comemorada, realmente tem um peso grande. Era um jogo difícil. O Ceará tem qualidade", finalizou Martelotte. 

Foto: Globo

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.