Por questões trabalhistas, Raniel aciona Santa Cruz na justiça


Na noite da última terça (16), quando o Santa Cruz enfrentou o Boa Esporte, em Varginha, a torcida tricolor vivia momentos de euforia: pelo resultado conquistado dentro de campo e com o retorno do meio-campista Raniel, revelação das categorias de base do clube. Ao que parece, essa felicidade pode não durar muito. Isto deve-se as declarações dadas por uma empresa que agencia o atleta, alegando que nos próximos dias entrará na justiça buscando a rescisão contratual com o Mais Querido.

Os motivos dados são diversos pela defesa são diversos, entre eles: o não pagamento do 13º salário, a assinatura da carteira de trabalho, recolhimento do FGTS atraso em quatro meses. Indo além, ainda foi afirmado que Raniel perdeu 40% de seus direitos econômicos de maneira não conhecida – sendo eles repassados automaticamente ao clube, agora com 100%. 

Segundo a nota divulgada, o atleta é ciente da atitude que está desenvolvendo e possui grande carinho por todos os tricolores que o acompanharam. "O jogador manifesta seu carinho e agradecimento pela torcida do Santa Cruz, afirma que continuará a cumprir todos os compromissos com o bom profissionalismo exige e lamenta ter que tomar tal atitude, mas no desejo que tudo seja resolvido da melhor forma para todas as partes", afirma.

Procurados para comentar as declarações, Alírio Moraes e Constantino Júnior não atenderam as ligações do Portal. 

PUNIÇÃO DO STJD

Raniel vinha, desde o início do ano, cumprindo suspensão imposta pelo STJD por consumo de cocaína. Aparado pelo Santa Cruz, o clube ofereceu todo suporte necessário para que melhores condições de trabalho fossem atrativos na sequência da carreira dentro do futebol – chegando a alugar um apartamento e a realizar tratamento psicológico. 

Foto: SporTV

Santa Cruz News

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.