PAPO DE TRICOLOR: Santa Cruz 0x1 Bahia

Por Breno Oliveira

É, rapaz, ontem foi um daqueles dias atípicos, onde o universo conspira para tudo dar errado. Ontem, aquela bola do Nordestão, que os jogadores tanto reclamam, fez o favor de não entrar no gol do Bahia.

Começou a partida e a única coisa que se viu foi o time baiano (que é muito fraco, por sinal) recuado e sofrendo pressão constantemente da cobra coral, até que Lomba (eita, goleiro miserável) fez uns 3 milagres que deixou todo mundo com a impressão que a macumba tinha sido renovada para essa temporada e isso ficou mais claro ainda quando Grafite, o melhor da partida até aquele momento, saiu por causa de um SANGRAMENTO. Onde já se viu isso? É, no Arruda. Sim, só aqui. 

Voltamos para o segundo tempo e a macumba continuou surtindo efeito. O time entrou mais nervoso. Ainda sim conseguiu criar algumas oportunidades que pararam chorosamente na trave adversária. A segunda, por sinal, me fez falar: P#@%&$ pode jogar até amanhã que essa bola não entra.

É, amigos, não estava sendo fácil. E pra piorar, nossa torcida mais uma vez fez falta. Foi uma vergonha. DEZ MIL pessoas em um jogo importante com dia/horário bons? Foi tão pouca gente que até o ascensorista do elevador do Arruda conseguiu assistir o jogo, só pra você sentir a atmosfera como tava. 

Mas, como fala os ditados populares por aí, é olhar pra frente. Agora teremos um jogo quarta-feira (17) contra o Confiança, fora de casa, para tentarmos nos recuperar dessa tal façanha de ontem. Espero que Martelotte não continue sendo o professor Pardal e arrume essa zaga que sempre gosta de presentar seus amigos adversários, né? Porque do jeito que tá, tricolores, não dá. Quer receber bons presentes? Chame Alemão e Danny Morais para sua festa.

Breno Oliveira

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.